fbpx

As 100 startups brasileiras mais desejadas pelas empresas

Ranking do movimento 100 Open Startups mede negócios escaláveis e inovadores mais atrativos para corporações — e, agora, para investidores anjo. 
Por Maria Fonseca – Portal Exame

A Allya, startup com um aplicativo de descontos personalizados a funcionários, é novamente a mais desejada pelas grandes corporações. É o que mostra a nova edição do ranking 100 Top Open Startups, que elenca os negócios escaláveis e inovadores mais atrativos, entre mais de 8,6 mil startups cadastradas, na opinião de 15 mil executivos de mais de 2,2 mil empresas com faturamento de 100 milhões de reais ou mais.

A pesquisa, elaborada pela rede 100 Open Startups, leva em consideração critérios como posicionamento da startup; plataforma e parcerias; desenvolvimento de fornecedores; e investimento. São considerados contratos ativos entre junho de 2018 e maio de 2019. O limite de faturamento em 2018 ou investimento recebido deve ser de 10 milhões de reais por cada startup.

As 212 startups ranqueadas receberam mais de 142 milhões de reais em investimentos, a maior parte deles entre 100 mil e 300 mil dólares (31,4%). Oito em cada dez desses negócios já possuem produto e receita, faturando de forma acumulada 193 milhões de reais em 2018. Para 2019, projetam um faturamento 324 milhões de reais. 

As 212 startups ranqueadas receberam mais de 142 milhões de reais em investimentos, a maior parte deles entre 100 mil e 300 mil dólares (31,4%). Oito em cada dez desses negócios já possuem produto e receita, faturando de forma acumulada 193 milhões de reais em 2018. Para 2019, projetam um faturamento 324 milhões de reais. 

Veja, no link, as 100 startups brasileiras mais desejadas pelas empresas