fbpx

Pós-IFA ABF traz principais insights do maior evento mundial de franquias

Nesta quarta-feira (20/03), quem não pode visitar a IFA-2019 tem uma oportunidade de saber o que aconteceu de importante na maior convenção do franchising mundial. A Associação Brasileira de Franchising Seccional Rio de Janeiro (ABF Rio) promove o Pós-IFA 2019, que trará uma síntese da 59ª Convenção da IFA – International Franchise Association.

No evento realizado no mês passado, na cidade de Las Vegas (EUA), foram abordados conteúdos especialmente desenvolvidos para a indústria do franchising. A convenção destacou as trilhas técnicas de operações, vendas, expansão, marketing e relacionamento com a rede, entre outros temas importantes relacionados ao setor de franquias.

IFA 2019

Na última quinta-feira (14/03), a ABF São Paulo realizou  o seu Pós-IFA 2019. “Trabalhamos muito e também aprendemos bastante”, disse André Friedheim, presidente da entidade, na abertura do evento. O executivo se referia à participação do Grupo ABF na maior convenção do setor de franquias mundial, realizada pela International Franchise Association, em Las Vegas, em fevereiro. A delegação oficial do franchising brasileiro foi composta por 38 representantes e líderes do setor no País, entre franqueadores, franqueados e consultores.

Para José Carlos Fugice Junior, fundador e CEO da consultoria Goakira, foi a estreia no Grupo ABF na IFA. “Fantástico. Já tinha tido a oportunidade de ir, cinco anos atrás [em um outro grupo], mas tinha que me atualizar. Foi um evento fantástico porque você obtém vários insights, várias ideias e vários projetos surgiram a partir dessa viagem. Voltamos com várias lições de casa, para aplicar nas nossas empresas e nos nossos clientes”, afirmou.

Segundo Fugice, muito se fala mas pouco se mostra como fazer e na IFA os participantes aprendem exatamente como fazer. Por exemplo, “como engajar o franqueado, motivar e fazer gerar resultado. São as mesmas dores que temos no Brasil,” comparou.

“O output mostra que nosso ecossistema de franquias é avançado”, observou o empresário, mas, dentre outros aspectos relevantes, “o evento gera pontos de vista diferentes”, ressaltou.

“Recomendo a todos que vão, e em grupo, pois assim você consegue compartilhar, tem possibilidade de trocar as melhores práticas com todo o grupo e se relacionar com grandes franqueadores. Acho que cada franqueador brasileiro deveria ir [à Convenção da IFA] ao menos uma vez na vida”, completou.


André Friedheim, presidente da ABF, durante a abertura do Pós-IFA 2019

 

É necessário entender que a máxima de que o varejo físico estava morrendo, já acabou. O que o consumidor quer é que as marcas estejam presentes onde e na hora que ele precisar, ou seja, uma atuação mista é muito importante. A experiência que os ambientes das lojas físicas oferecem tem de ser cada vez mais criativos.Outro retrato claro é que as relações franqueador e franqueado também estão mudando. O cenário do franchising cada vez mais é fundamentado na transparência, comunicação de qualidade e no respeito mútuo.

Deixe uma resposta