fbpx

Giro do Mercado em Setembro: O Setor Segue em Movimento!

Um dos setores que movem a economia e segue se reinventando é o varejo.
Investimento de grandes corporações, lançamento de novos produtos, fusões de marcas são movimentos que oxigenar a economia, criam novas oportunidades e muitas vezes aumentam postos de trabalho.
Segue varejo. Avante franchising.

Franquias apostam em novos modelos de negócios para se expandir

Inovação pode ser vista como uma estratégia para fortalecer as marcas e tornar as empresas mais eficientes, seja para melhorar processos produtivos ou para ampliar a gama de serviços prestados. E inovar faz parte da agenda do franchising brasileiro. A rede de franquias de bares especializados em cachaça Água Doce Sabores do Brasil, por exemplo, tem um cardápio de realidade aumentada. Funciona assim: o consumidor baixa um app no smartphone e interage com as páginas destacadas no cardápio. É possível assistir a um vídeo que mostra a confecção de um drinque e até interagir, por meio da realidade aumentada, com um objeto 3D em formato de taça.

Já a rede de franquias Bibi criou uma prateleira infinita, que integra as lojas físicas com o canal de e-commerce. Se o cliente está na loja, mas não encontra o modelo desejado, o atendente pode fazer a compra online e dar a escolha de retirada na loja ou  entrega em casa. O contrário também funciona: se preferir comprar online, o consumidor pode retirar o produto na loja mais próxima. “Ganha o franqueado, que faz a venda, e o consumidor, cujo desejo é sempre atendido”, afirma Camila Kohlrausch, diretora de marketing da Bibi.

Levantamento feito pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), em parceria com a Confederação Nacional de Serviços (CNS), revelou que 91,8% das franqueadoras entrevistadas introduziram alguma novidade nos negócios entre 2014 e 2016. E essa tendência deve continuar. “O movimento vem ganhando ainda mais tração com a economia em ritmo lento, as mudanças no comportamento do consumidor e o avanço da digitalização”, explica André Friedheim, presidente da ABF.

Bob’s compra maior franqueada da Pizza Hut no Brasil

Controladora das redes Bob’s e Yoggi, a Brazil Fast Food Corporation (BFFC) fechou a compra de 100% da Internacional Restaurantes do Brasil (IRB), maior detentora de franquias da Pizza Hut no país. O grupo já tinha 60% da empresa e agora adquiriu os 40% que pertenciam aos demais sócios. O valor da operação não foi revelado. O negócio faz parte da estratégia de fortalecer o braço de ativos próprios da BFFC, que inclui ainda lojas da KFC.

A meta é em cinco anos dobrar o total de pontos de venda próprios, para 350, segundo Ricardo Bomeny, presidente da holding. O investimento previsto é de R$ 200 milhões. O montante a ser investido é parte do plano de investimento de R$ 1 bilhão até 2023, do grupo com seus franqueados.

Walmart Brasil anuncia mudança de nome e investimento de R$ 1,2 bilhão.

A rede de supermercados Walmart Brasil anunciou um investimento de 1,2 bilhão de reais no país nos próximos dezoito meses. Segundo a empresa, a ideia é ampliar e modernizar suas lojas. Além disso, a companhia mudou seu nome para Grupo Big. As alterações fazem parte da estratégia de negócios do grupo, com foco no atacado e varejo físico.

Em nota, o Walmart Brasil comunica que “todo o projeto, da escolha dos novos nomes das bandeiras à definição de sortimento, está alinhado com as necessidades dos clientes locais e do varejo brasileiro. A empresa optou por suas marcas regionais, que resgatam o vínculo emocional com os consumidores”. As lojas de hipermercado do Walmart Brasil nas regiões Sul e Sudeste passarão a se chamar Big, enquanto no Nordeste, todos os hipermercados serão Big Bompreço.