fbpx

Magazine Luiza compra Netshoes por US$ 62 milhões

A Magazine Luiza anunciou a compra da Netshoes, empresa especializada na venda de artigos esportivos na internet, por US$ 62 milhões, o equivalente a R$ 244,4 milhões. A aquisição é mais uma iniciativa da varejista em sua estratégia para aumentar suas vendas no ambiente virtual e ampliar seu portfólio. Para a Netshoes, uma das pioneiras do comércio eletrônico no Brasil, foi a solução possível após anos de prejuízo.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Magazine Luiza explicou que a aquisição será feita por meio de uma subsidiária nas Ilhas Cayman, mas o negócio terá de passar pelo crivo do Conselho Administrativo de Defesa Econômico (Cade), que regula o ambiente concorrencial no Brasil, para ser confirmado. Como a compra será feita por uma subsidiária no exterior, a empresa não precisa de aprovação dos acionistas.

“Na nossa visão, a aquisição estaria em linha com a estratégia de expansão de sortimento da empresa. As vendas on-line da Netshoes foram de R$ 2,5 bilhões nos últimos 12 meses e se comparam às vendas on-line do Magazine Luiza de R$ 7 bilhões em 2018”, avaliaram analistas da XP Investimentos em relatório.

A cifra de US$ 62 milhões é menos da metade do que a Netshoes conseguiu em sua abertura de capital (IPO, na sigla em inglês), há dois anos, na Bolsa americana Nasdaq. Na ocasião, foram levantados US$ 138,85 milhões, ou US$ 18 por ação. Na venda para o Magazine Luiza, cada papel sai por US$ 2 (a ação fechou ontem cotada em US$ 2,65).

Fundada 2000 por Márcio Kumruian, que até hoje lidera o negócio, a Netshoes tentou reverter prejuízos constantes com a venda de suas operações no México e na Argentina e mudanças de estratégia, mas não teve resultados suficientes para barrar o aumento da pressão dos acionistas. Em setembro, colocou a empresa à venda. A B2W, controladora da Americanas.com, e o Mercado Livre chegaram a manifestar interesse.

No acordo assinado pelo Magazine Luiza, acionistas que detêm parcela de  47,9% do capital  da Netshoes já se comprometeram com o voto favorável à aquisição.

No acumulado de 2018 até setembro, a Netshoes tinha prejuízo de R$ 231 milhões e dívida líquida de R$ 144,2 milhões. A receita líquida no período totalizou R$ 1,2 bilhão, queda de 1,7% na comparação com o mesmo período de 2017.