fbpx

Inovação! Burker King testa Delivery no trânsito de SP

Se você mora em São Paulo, sabe que uma das marcas registradas da cidade são os congestionamentos quilométricos diários. Ficar preso no trânsito já é um teste de paciência, mas estar em meio a essa fila infinita de carros e com fome é ainda mais irritante. O Burger King decidiu tirar proveito desse problema enfrentado em muitas capitais do mundo e anunciou na semana passada que vai lançar o “Traffic Whopper Jam”, uma plataforma de entrega que vai levar o fast-food direto à janela do seu carro.

A ação surgiu na Cidade do México, em que as pessoas gastam 59 minutos em média no trânsito diário. Por meio do aplicativo do Burger King, as pessoas que estiverem presas no trânsito poderão pedir sua comida, que será entregue diretamente no seu carro. Segundo o AdAge, a empresa vai utilizar dados de trânsito em tempo real sobre as áreas mais congestionadas e enviar banners no Waze e anúncios digitais para alertar os motoristas de que o serviço está disponível.

Para garantir que não haja nenhum problema na logística do serviço, a plataforma vai coletar uma série de dados para estabelecer alguns parâmetros. O anúncio vai mostrar quanto tempo o motorista tem para fazer o pedido e eles sempre serão encaminhados a um Burger King localizado a um raio de 3 quilômetros. Além disso, o usuário será informado quando o seu pedido estiver próximo, e um entregador irá até o veículo, utilizando uma tecnologia do Google Maps que permite rastrear a sua localização e velocidade.

Após o teste bem-sucedido no México, a empresa disse que pretende expandir a iniciativa para outras cidades que sofrem com congestionamento, como São Paulo, Los Angeles e Xangai. O Burger King afirma que a campanha inicial na Cidade do México resultou em um aumento de 63% no número de pedidos diários e a taxa de download diário do app do restaurante também aumentou em 44%.

A ideia parece realmente genial, principalmente se pensarmos em todas as experiências negativas que tivemos presos no trânsito. No entanto, o site Jalopniklevantou algumas questões importantes em relação à campanha, principalmente se a ideia é expandir para outras partes do mundo. O Burger King teria que levar em consideração diversas características locais e atuais problemas que essas cidades já enfrentam.

Atualmente, o trânsito de São Paulo, por exemplo, já é extremamente caótico com carros, motos, ônibus e caminhões competindo por espaço. Com a crescente oferta de aplicativos de entrega, a situação parece ter se agravado, com um aumento de 9% para 16%, entre 2017 e 2018, do número de entregadores vítimas de acidentes. Agora, imagine a radial Leste [uma das vias de maior movimento de São Paulo] infestada de entregadores do Burger King parando entre os carros para entregar hambúrgueres depois de terem cometido todas as atrocidades possíveis no trajeto até ali para chegarem ao carro antes que o motorista saísse do trânsito.

Já no caso do México, a campanha da cadeia de fast-food toca em outro ponto. A população do país possui a maior taxa de obesidade do mundo, segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). É claro que antes as pessoas já consumiam fast-food, mas a nova campanha vai tornar isso muito mais acessível, incentivando, de uma forma ou de outra, esse tipo de alimentação.